Ana Rita Bandeira de Melo | Caminho de Santiago
15024
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-15024,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode-theme-ver-7.5,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive
IMG_20160504_110113

A PEREGRINAÇÃO
MAIS ANTIGA
DA EUROPA!

Fim do caminho
DSC08106-second

O Caminho de Santiago é a peregrinação mais antiga da Europa. Tem partida de inúmeros locais de todo o continente europeu e termina na Catedral de Santiago de Compostela

Fazer o Caminho de Santiago é regressar ao interior de nós mesmos, limpar o que nos turva a visão, deixar ir a resistência, libertar inseguranças.

É abrir o coração à partilha, ao sorriso, a nós mesmos e ao mundo.

Desde 2015 que anualmente faço o Caminho.

Fazê-lo é tema não negociável, porque é a forma mais simples e eficaz de ter tempo para mim, para avaliar o que quero presente na minha vida, de me equilibrar, revigorar, regenerar.

O Caminho devolve-me ao meu “caminho”

Em 2018, juntamente com a minha amiga Rita Cohen Mancelos, resolvemos organizar e guiar um grupo desde Valença do Minho. Foi um sucesso!

Em 2019, já temos um novo Caminho organizado, Partiremos dia 25 de Abril e regressamos a Portugal dia 3 de Maio.

 

A nossa proposta incluí dormidas em hotéis de 2 ou 3* em quarto duplo e pequeno almoço incluído, serviço de mochilas, seguro acidentes pessoais, regresso a Valença em camioneta.

Claro que o nosso cunho pessoal tem de estar presente, faremos diariamente meditação na natureza, o tarot e a astrologia irão inspirar e animar o dia.

Testemunhos

[vc_tta_accordion color=”turquoise” gap=”3″ c_align=”center” active_section=”1″]

Uma viagem surpresa encontrada no Spam do computador  como um chamamento:

1ª Surpresa: o grupo de desconhecidos e a preparação antes da viagem.

2ª Surpresa: logo no início da viagem de as conversas trocadas que levavam a interesses comuns.

3ª Surpresa: o ambiente de companheirismo, entreajuda e humor nos momentos de maior desafio físico. Novas amizades a nascerem!

4ª Surpresa: encontrar um momento único de encontro só comigo e onde os pensamentos se evaporaram no meio de uma paisagem de plena de beleza. A leveza do ser e o encontro com a Alma.

5ª Surpresa: o aprender a confiar no meu corpo para cumprir a meta do caminho, apesar das dores insuportáveis nos pés. 

6ª Surpresa: sentir a minha alma cheia!

7ª Surpresa: vontade de voltar a fazer o Caminho de Santiago.

(Paula)

Fazer o caminho era uma experiência que eu queria ter mas sem grande entusiasmo. A minha principal escolha, foi fazê-lo com o meu namorado, resolvemos fazê-lo inseridos num grupo organizado pelas Ritas… Não as conhecíamos… Achámos que não era importante… Afinal íamos os dois juntos… mas estávamos redondamente enganados. Essa escolha que fizemos fez toda a diferença. As Ritas organizaram, acompanharam, motivaram, orientaram e apoiaram em todos os momentos, com a sabedoria de quem não se impõe, com a liberdade total de cada um ter o seu espaço, o seu tempo e ter uma experiência única – só sua, de autoconhecimento e descoberta. E ao mesmo tempo, um caminho de partilha. Conhecemos pessoas extraordinárias que trouxeram uma riqueza imensa as nossas vidas. O caminho foi uma das melhores experiências que tivemos na vida. Fazê-lo com as Ritas, foi, afinal a escolha certa e que fez tanta diferença!
Vamos repetir!
Bem hajam!
(Elsa)

Foi o meu primeiro caminho. Ficará gravado na minha memória e no meu coração como uma experiência muito muito especial.

Agradeço muito às duas Ritas, as nossas queridas guias e as melhores que podíamos ter tido, a excelente preparação e organização da logística envolvida nas várias etapas do caminho, a confiança e segurança transmitidas, a boa disposição, a serenidade e a extraordinária interacção com o grupo.

Destaco ainda como factor relevante, a forte cumplicidade e sintonia existente entre as duas, evidenciada sempre que foi necessário tomar decisões ou resolver situações imprevistas.

As duas contribuíram em muito e de uma forma muito especial para a fantástica dinâmica de grupo que desde logo se estabeleceu entre todos nós e que se foi consolidando em cada um dos dias deste nosso caminho.

Um grande VIVA a estas duas excelentes guias e ao grupo “maravilha”!!!
(Patrícia)

Estava numa fase de mudanças na minha vida, e a precisar de parar para reflectir, quando me surgiu a oportunidade de fazer o Caminho de Santiago a pé.
Tive a sorte de o fazer integrada num fantástico grupo com mais nove pessoas, cada qual com as suas razões e motivos para o fazerem, e com quem criei laços de amizade, liderado pela Ana Rita Bandeira de Melo e Rita Mancelos que foram 2 elementos fundamentais em toda a organização e apoio que nos deram, sempre atentas, e sem nunca nos deixar ir abaixo nos momentos mais difíceis. Foi uma experiência única e muito enriquecedora, que durou 9 dias, todos eles com momentos que me marcaram muito, mas o mais emotivo, foi sem dúvida, o ter conseguido chegar a Santiago de Compostela e ter assistido à Missa do Peregrino. Vim de lá outra.
Aconselho vivamente a todas as pessoas que tenham possibilidade, a viverem esta experiência.

Maria João Lencastre

“ O Caminho de Santiago leva-nos a percorrer o nosso caminho interior escondido e encoberto com a vida do quotidiano. Mas não o conseguimos fazer sozinhos quer do ponto de vista da sua dimensão espiritual quer da física sem a ajuda de guias que nos orientam e nos motivem a acreditar que basta dar mais um passo e que chegamos lá. A Rita Bandeira de Melo e a Rita Mancelos (as nossas Ritas) foram elementos essenciais para que cada um conseguisse cumprir o seu caminho quer através da sua motivação quer através das conversas tidas com cada uma. Conversas essas todas com um propósito de fazer trabalhar o nosso “eu” esquecido.
Conseguiram, ainda, transformar um colectivo (várias pessoas) num grupo de entreajuda e de grande amizade que vai perdurar para sempre.
Esta experiência marcou a minha vida”.
(Cristina)

[/vc_tta_accordion]